Moda

chinelo-informa

Quem usa é quem manda.

Quem cria a marca e desenvolve o produto se considera o dono e o gestor de seu desempenho e evolução, mas nem sempre é assim.

Em 2005, descontente com a destinação do consumo final de seu produto, o empresário resolveu investigar o que estava ocorrendo com as sandálias que fabricava. Apesar das vendas não pararem de crescer, ele se sentia traído, pois as sandálias eram as mais sofisticadas e fashion, duráveis e as de maior preço do mercado, no entanto, foram adotadas nas favelas brasileiras como símbolo de status, enquanto nos bairros nobres das cidades sua imagem era de sandália de suburbano. Ele não entendia o porquê.

Este caso comprovou que nem sempre o consumidor é conduzido pelo marketing ou faz apenas o que a publicidade estimula. Às vezes a preferência de marca torna-se um privilégio e aí ocorre o fenômeno do quem usa é quem manda. É preciso entender as reações a tudo que se comunica.