Reputação de quem previne e de quem salva

sao-paulo-informa

A cidade de São Paulo agradece.

São Paulo estava o inferno. Com 540 incêndios em muitas de suas 1.565 favelas, no período de 2008 a 2012, ano em que houve quase três incêndios por mês, 33 ao todo. Uns insistiam em culpar a precariedade da urbanização e a construção das moradias, outros apontavam para os interesses da especulação imobiliária; e os moradores das comunidades, que mais sofriam com a tragédia, se sentiam abandonados pela Defesa Civil.

Em 2013, em São Paulo, o I Fórum Internacional de Segurança Humana da ONU demandou o estudo para subsidiar esta questão e as proposições de debates do assunto. Foram analisadas as propostas de técnicos especialistas, a visão da Defesa Civil e a opinião dos moradores, o que possibilitou avaliar a reputação da Defesa Civil e dos Bombeiros nos trabalhos de prevenção e socorro.

A cidade de São Paulo agradece o conhecimento adquirido sobre estes trágicos acontecimentos.